Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Robbie Williams Live At The Albert

Foto: Capa do DVD

  

Este Natal vamos receber um presentinho!

Presentinho, não! PRESENTÃO!! 

          

Não, não é o novo CD do Robbie (infelizmente), na verdade nem é algo que se possa considerar novo...

            

Mas o site oficial do Robbie Williams anunciou que o show The  Albert Hall DVD será lançado novamente, mas agora em HD e BluRay (Ou seja, com uma inacreditável alta qualidade de som e imagem) e não só! Terá também 100 minutos de footage!!!

                

Mas não fica por aqui...  Para completar também terão como oferta um livrinho de 12 páginas. Isto tudo no dia 3 de Dezembro!! (Segunda-Feira).

                  

Relembro que este DVD vendeu mais de um milhão de cópias fazendo deste o DVD mais vendido dos últimos 10 anos!!!!!

  

Fonte: www.robbiewilliams.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 14:04
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (2) | Favoritos
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Robbie encontrou o seu verdadeiro amor!

De acordo com o actor/amigo e jogador do LA Vale, o cantor, Robbie Williams finalmente encontrou o seu verdadeiro amor..Sean disse: "Eu não posso revelar o nome dela, mas o Robbie anda com uma pessoa e ela o faz muito feliz." 

   

Sean também mencionou que o Robbie é muito sensível e que leva certas coisas, muito a peito. 

  

Ele contou: "No outro dia o Robbie estava a contar-me que leu um artigo na internet intitulado de "Porque é que eu odeio o Robbie Williams e deveria morrer?". O Rob é muito humano e leva as críticias muito a peito. As pessoas esqueçem-se que ele não tem um campo de força á volta dele. Ouvir esse tipo de coisas sobre alguém que eu estimo e preocupo é triste. Ele é um senhor tão doce e decente."

   

Aqui fica a notícia da revista.

Cliquem para ampliar:

  

   

Fonte: www.robbiewilliamsjourney.blogspot.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 14:26
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (5) | Favoritos
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Roubo e fim do LA Vale desmentido (finalmente)!

 

                

Não se podia abrir um jornal ou uma revista cor-de-rosa, ou até mesmo um site/blog do Robbie que não falasse do suposto roubo ao Rob e do fim da equipa do LA Vale.

    

Bem isso é completamente absurdo, visto que eles jogaram o seu último jogo da época há uns dias atrás após este rumor ter surgido, justamente na altura em que chegaram ao Top...

       

Além disso foi dito pelo Dean Jacobs (jogador e treinador da equipa) que "Nunca  soube de nada acerca disso (dentro da equipa)".

   

Ou seja, moral da história: NÃO ACREDITES EM TUDO O QUE LES NOS TABLOIDES!

   

Para além das declarações prestadas, pelo Dean, ele também pediu se os/as adeptos/as do LA Vale poderiam fazer uma poll, para saber qual é o jogador favorito do LA Vale, cuja foi feita, e onde podem votar aqui!

     

Fonte: www.purerobbie.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 18:42
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Favoritos
Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Uma vista de olhos...

 

                

          

Robbie Williams

 Uma Vida Extraordinária

Capítulo I

  

   

Estava imenso frio naquela noite de Fevereiro. Lá fora, o chão coberto de gelo brilhava e sentia-se no ar que estava quase a nevar. Os pássaros, nas árvores, tremiam de frio, enquanto os habitantes de Burslem, uma pequena vila situada no concelho de Stoke-on-Trent, se enroscavam à lareira longe da temperatura exterior. Mas no Red Lion, um pub popular situado no meio de Burslem, o ambiente estava tão quente que poderia fazer derreter um icebergue: a dona do pub, Jan Williams, tinha entrado em trabalho de parto e dava à luz o seu segundo filho na Royal Infirmary, mesmo ao virar da esquina. O seu marido, Peter, o proprietário do pub, estava tão excitado quanto ela.

       

A notícia espalhou-se rapidamente. «É um rapaz!», gritaram os habitantes da terra antes de erguerem as canecas e brindarem ao recém-nascido. Estávamos a 13 de Fevereiro de 1974, e um tal Robert Peter Maximillian Williams chegava ao mundo. A família estava radiante. Jan tinha já uma filha de oito anos, Sally, de uma relação anterior; por isso, tudo apontava para que o nascimento de Robbie fosse completar a felicidade da família.  

     

Embora aparentemente feliz à superfície, a infância de Robbie não foi tão simples quanto se possa julgar à primeira vista. Apaparicado desde o início, onde quer que fosse, Robbie viria, ainda assim, a ser constantemente perseguido por um rasto sombrio que despontou no seu percurso ainda em tenra idade. A fonte destes males – as suas profusamente documentadas fases de descontrolo com a bebida e as drogas, as suas variações de humor e depressões e a sua incapacidade de manter relações duradouras – nasceu muito antes, nos seus primeiros anos de vida. Era um rapaz gordinho muito consciente do seu corpo; um ajuizado rapaz católico com sentimentos ambivalentes em relação às raparigas e à sua própria sexualidade; e acima de tudo, o filho de uma mãe solteira, que levaria vários anos a ver o seu primeiro e grande herói – o pai.

    

Desde o começo que Robbie era um miúdo excepcionalmente vivaço, que cantava, dançava e se exibia para os clientes habituais do Red Lion. Toda a gente gostava das actuações do miúdo, que ainda mal sabia andar; ele, em troca, recebia os aplausos. Peter, o pai de Robbie, conta que «ele costumava descer já vestido com o pijama, depois da hora de encerramento do bar ele cantava uma canção ou fazia imitações. Fazia de Margaret Thatcher ou de Brian Clough. E o pessoal adorava».

 

Tinha muita garra. Robbie revelou, anos mais tarde. Ao jornalista e escritor Mark McCrum, que se tinha inscrito num concurso de talentos com apenas três anos. «Não foi a minha mãe que me pressionou», afirmou. «Não houve, nem um bocadinho, intromissão dos meus pais. Na verdade, a minha mãe estava borrada de medo porque não sabia de mim. Era como que um chamamento: “Está ali o palco e eu tenho de estar lá em cima porque sou bom nisso”.» E, como se veio a provar, venceu na vida.

 

Mas três anos antes, as comemorações da família Williams não se tinham ficado apenas pelo nascimento de Robbie. Meses mais tarde, Peter ganhou o concurso para comediantes que decorria em pubs. O prémio era de duas libras. Seguiu-se um primeiro lugar no programa televisivo New Faces (nome de um programa muito popular, famoso por revelar novos talentos emitido pela TV inglesa entre 1974 e 1980, pelo qual ganhou cinco libras. De início a família ficou radiante, mas o sucesso de Peter haveria de conduzi-los a um período difícil, pelo menos em termos materiais. Por isso, quando Robbie tinha apenas dois anos, o pai abandonou o lar e foi trabalhar como entertainer, com o nome artístico Pete Conway. Jan ficou sozinha, a tomar conta do bar, enquanto o casamento se desmoronava irremediavelmente.

  

Robbie acredita que o divórcio dos pais não o tenha prejudicado: «O meu pai deixou-nos quando eu tinha dois anos», contou anos mais tarde. «Agora somos amigos, afinal é impossível escapar ao facto de sermos sangue do mesmo sangue. Ele é muito bom naquilo que faz. Tem um excelente timing de comédia. É muitíssimo profissional. É por isso que o admiro. Eu era demasiado novo para que hoje me consiga ainda lembrar do divórcio dos meus pais. Neste momento não poderia desejar ter relações melhores com a minha mãe e a minha irmã; tenho uma relação fantástica com as duas. Por isso, não posso afirmar que tenha sentido falta de um pai a tempo inteiro. No fundo, foi assim que cresci.»

 

No entanto, noutras ocasiões demonstrava ter menos certezas. Uma vez, declarou: «Deve ter tido alguma influência, mas a minha infância foi uma infância muito normal. Não foi deprimente. Não cresci amargurado nem me tornei num Morrissey.» Talvez não, mas as longas ausências do pai tiveram, sem qualquer dúvida, consequências profundas, que ainda hoje o atormentam.

  

De certo modo, foi o avô que tomou lugar do pai. Certa vez, Robbie lembrou-se «de saltar repetidamente na cama com o meu avô, Jack Farrell, para fortalecer as pernas. Ele era, militar, um homem grande, Jack o Assassino Gigante, e não queria que me transformasse num fraco – por isso, treinava-me a bater-lhe. Eu devia ter uns três ou quatro anos».

  

          

Robbie, Jan e Sally, a quem ele se refere muitas vezes como a sua segunda mãe, sempre foram muito próximos. A avó, mãe de Jan – Bertha, de verdadeiro nome – também integrava o núcleo familiar. Para Robbie, tanto fazia, pois uma louca sequência de acontecimentos não tardaria a ter lugar. Uma vez, o jovem Robert atirou pela janela as três mil libras (cerca de 4500€) de lucros do pub num dia de jogo do Port Vale FC – ainda hoje a sua equipa favorita –, seguidas do soutien da mãe e das cuecas da irmã. A História não registou a reacção dos pais.

      

A urgência em actuar começava a ser cada vez mais óbvia. Quando Robbie tinha quatro anos, foi de férias para Torremolinos. A meio da viagem, Robbie misturou-se na multidão e perdeu-se da sua mãe. Ela encontrou-o horas mais tarde, a cantar e a dançar para um grupo de turistas britânicos – com um chapéu à artista de rua, à sua frente, a pedir trocos.

   

Um dos seus professores da escola primária, John Collis, escolheu-o para aquela que havia de ser a sua primeira peça – no papel de diabo. O professor ainda se recorda: «Era nitidamente adequado para a sua personalidade na altura, e provavelmente agora também o seria. Ainda hoje o consigo ver com aqueles corninhos vermelhos.» Lembra-se de Robbie como sendo uma criança divertida, mas que tinha a sua dose de maldade.

        

Apesar dos céus relativamente soalheiros dos primeiros anos da infância de Robbie, havia nuvens cinzentas que começavam a formar-se no horizonte. A sua vida adulta tem sido perturbada por alguns demónios interiores, alguns dos quais tomaram forma desde muito cedo.

--------------------------------------------------------------

Isto é apenas um (GRANDE) excerto do livro do Robbie, só são 3 páginas do 1º capítulo, para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de o ler... DEVE SER O MAIOR EXCERTO QUE JA SE VIU NO MUNDO, NÃO? LOL... Quero agradecer à Claúdia, que teve o trabalho de mo passar pelo scan. Muito Obrigada!

--------------------------------------------------------------

Sinto-me: FELIZ! TIVE 17 NO TESTE!!
Publicado por robbiewilliams1023 às 14:35
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (3) | Favoritos
Domingo, 4 de Novembro de 2007

O Halloween do Robbie...

         

Aparentemente algumas pessoas ficaram sem roupas para o Halloween.Entre alguns dos nomes mais destacados foram o P.Diddy, Russel Simons e Eve. Também em Hollywood, estava o cantor britânico  Robbie Williams (numa toalha!!) Assim como a estrela do Grey's Anatomy, Sara Ramirez que vinha acompanhada pela Amy Winehouse.

      

  ......

Fonte: www.purerobbie.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 12:11
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (1) | Favoritos
Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007

LA Vale perdeu o jogo, mas não perdeu a liga...

   

Pois é...

Ontem o LA Vale jogou (pela última vez, na La Premier League) contra os Avanti, mas infelizmente, o resultado não foi o esperado. A equipa dos Avanti ganharam por 2-1. E sabem a melhor?? Foi a própia equipa dos Avanti, que marcaram o único golo do LA Vale...

 Estão a imaginar a cara deles?

Mas de qualquer dos modos, o LA Vale é CAMPEÃO!

Agora uma coisa que me deixou muito preocupada, foi o facto de o Robbie não aparecer (novamente) no jogo do LA Vale. Aínda por cima no último jogo do LA Vale!!  Será que aquela história do Rob ser roubado era verdade?? Agora estou sériamente preocupada!!

  

Quanto ao jogo do LA Vale na Super Metro League, ganharam por 5-0 contra os Kenzo United (no passado dia 21 de Outubro).

      

Fonte: www.purerobbie.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 14:15
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (1) | Favoritos
Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

Novas cançoes de Robbie!!

  

A ASCAP (American Society of Composeres, Athors, Publishers) actualizou o seu site com  5 novas canções do Robbie! Duas desses canções foram escritas pelo Guy Chambers e são um pouco estranhas!

       

Aqui fica o nome das canções:

   

Freedom From The Suburbs (Robbie Williams / Stephen Duffy / Chris Heath)

  
I Wish I Didn’t Care (Robbie Williams / Desmond Child)

 
One Can Dream (Robbie Williams / Stephen Duffy / Chris Heath, Matt Lucas)

  
Ewigkeit (Robbie Williams / Guy Chambers)

 
Zivot Bez Lasky (Robbie Williams / Guy Chambers)

      

       

Fonte: www.robbiewilliamslive.com

Publicado por robbiewilliams1023 às 10:12
Link do Post | COMENTAR / Leave a comment | Ver comentários (1) | Favoritos
Visita o site oficial: www.robbiewilliams.com

Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Arquivos

Abril 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Links

blogs SAPO

subscrever feeds